quinta-feira, 3 de julho de 2014

Posted by Diogo Campos | File under : , ,
A iluminação é fator essencial no desenvolvimento de projetos de arquitetura e interiores. Uma boa iluminação valoriza qualquer espaço, além de assegurar o conforto para a execução das tarefas específicas de cada ambiente, sendo portanto um elemento decisivo em termos de funcionalidade.

SALAS DE ESTAR: A sala deve ter uma iluminação agradável e flexível, que possa ser alterada de acordo com cada situação. A iluminação geral pode ser feita de maneira direta por meio de plafons, lustres, pendentes e luminárias de piso, ou uma iluminação indireta com o uso de sancas ou qualquer tipo de iluminação embutida. Associada à iluminação geral, é indicada em alguns casos a iluminação de destaque para realçar ítens como quadros e objetos de decoração.


SALAS DE JANTAR: O foco principal da iluminação de uma sala de jantar está na mesa. O uso de luminárias do tipo pendente é suficiente para iluminar todo o espaço, criando uma atmosfera agradável. Luminárias na parede são também uma boa opção para complementar a iluminação de salas de jantar, sobre o aparador.

COZINHA: A cozinha deve ter uma iluminação geral satisfatória, associada de preferência com uma iluminação de apoio na área de bancada. Para a iluminação geral, é aconselhável a utilização de lâmpadas com temperatura de cor fria, pois estimulam a atenção, evitando assim pequenos acidentes domésticos.


BANHEIROS: A iluminação dessa área deve ser suave e agradável. É fundamental cuidar da iluminação na área do espelho para garantir luminosidade suficiente para maquiagem ou fazer a barba.


DORMITÓRIOS: Nos quartos pode-se utilizar iluminação geral direta, com o uso de plafons, luminárias embutidas ou criar um ambiente mais aconchegante com o uso de iluminação indireta, através de luminárias de parede e até mesmo luminárias de teto específicas que produzem esse efeito. Outro ponto que deve ser considerado nesse espaço é o uso de luminárias que auxiliem a leitura na cama.

ESCRITÓRIOS: Nesse ambiente existe um intenso trabalho visual. É recomendável então ter cerca de três vezes mais luz na superfície de trabalho do que no resto do cômodo.


JARDINS: Segurança e destaque são as funções principais da iluminação externa. As luminárias externas possuem características específicas de material e vedação. É interessante a utilização de balizadores para demarcar os caminhos e luminárias embutidas no piso para iluminar a vegetação. 

















________________________________________________________________________




Diogo Campos  - Facebook

email- uphomeblog@gmail.com

Estudante de arquitetura e Urbanismo e Criador do Up Home Decor.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós!